01/10/2014    BRUSQUE - SANTA CATARINA
   
logo brusque

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 
 
 
 
 
 
space
  SECRETARIA DE SAÚDE
 
 
26/06/2012
ÁLCOOL E DROGAS
CAPS-ad: Um novo aliado para o tratamento de dependências
 

 

Na data em que se celebra o Dia Internacional contra o Abuso e Tráfico Ilícito de Drogas, 26 de junho, Brusque registra dois eventos importantes alusivos aos tema. A IIª Conferência Infanto Juvenil sobre Drogas, desafiando os jovens da cidade e pensarem sobre o assunto e desenvolverem políticas para que o mal não se espalhe e a inauguração do CAPS-ad, mais uma iniciativa em prol da saúde dos brusquenses. O CAPS-ad é o Centro de Atendimento Psicossocial para usuários que procuram recuperação à dependência de álcool e drogas. A cerimônia de abertura da estrutura foi nesta terça-feira, na sede do local, localizada à Avenida Augusto Bauer, 7, no bairro Jardim Maluche.


Para o prefeito de Brusque, Paulo Eccel, esta nova dependência de saúde do município vem contribuir com as atividades já realizadas pelas igrejas em Brusque, no atendimento e tratamento de dependentes químicos. "Nesta oportunidade presto tributos às ações realizadas pelas entidades religiosas, e a partir de agora, espero que possamos aliar o trabalho técnico e científico que será desenvolvido no CAPS-ad, ao tratamento espiritual já realizado, para que unidos tenhamos em comum a atuação em prol de uma causa", declarou.


O vice-prefeito de Brusque, Evandro de Farias, reforçou lembrando que tornar as pessoas mais felizes, é obrigação de uma Adminitração Pública, e com a criação de mais esse advento na saúde municipal, mais um passo é dado para oferecer mais qualidade de vida às pessoas. 


O que é?

O CAPS-ad é um serviço especializado em saúde mental que atende pessoas com problemas decorrentes do uso ou abuso de álcool e outras drogas em diferentes níveis de cuidado: intensivo (diariamente), semi-intensivo (de duas a três vezes por semana) e não-intensivo (até três vezes por mês). O conceito implica em não necessitar da internação ou isolamento do paciente para o tratamento. Serão as escolhas e a força de vontade dos usuários que determinarão sua evolução em se libertar da dependência, permitindo sua reinserção social.

 

O secretário de Saúde de Brusque, Luis Fernando Sanni, destaca que o diferencial do tratamento no CAPS-ad é realmente o desejo do paciente, a estrutura servirá como uma alavanca para que sua vida volte à normalidade, sem os impedimentos e preconceitos normalmente recorrentes nestes casos. “É importante ressaltar que apenas são atendidos os pacientes que buscam ajuda, já que o tratamento é aberto, isto é, não há internação ou qualquer outro procedimento contra a vontade do dependente”. Sanni ainda complementou que este é mais um serviço diferenciado, nunca visto na saúde de Brusque, demonstrando a aplicação qualificada e transparente dos recursos públicos, em prol da comunidade brusquense.


 

Estrutura

O corpo profissional do CAPS-ad contará com um clínico geral, um psiquiatra, dois psicólogos, um terapeuta ocupacional, um enfermeiro, um educador físico, um educador artístico, uma assistente social, dois técnicos de enfermagem, um assistente administrativo e, ainda, instrutores de artesanato, teatro e música. Serão realizadas ações de assistência (medicação, terapias, oficinas terapêuticas, atenção familiar), de prevenção e capacitação de profissionais para lidar com os dependentes. O atendimento do CAPSad será de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30min.

 

Como procurar

Para participar é preciso telefonar (fone 47 3355-9146) ou ir até a unidade do CAPS-ad (Avenida Augusto Bauer, 7) e acompanhar uma reunião no grupo de acolhimento, durante este primeiro contato o paciente obtêm informações sobre como funciona o CAPS e que tipo de atendimento é prestado. Caso decida participar, passa então por uma consulta de triagem, na qual é avaliado para que seja encaminhado ao tratamento mais adequado (intensivo, semi-intensivo, ou não intensivo). Vale ainda salientar que poderá ser encaminhado pela rede de saúde, assistência social ou justiça, mas por se tratar de uma “porta aberta”, cabe ao usuário decidir sua permanência.

 

Texto e fotos: Paula Leitão/SECOM

Tags (palavras-chave)
 
space
 
 
 
 
NEWSLETTER   Preencha os campos abaixo para assinar o informativo da Prefeitura Municipal de Brusque.
Nome     E-mail